" Em verdade vos digo :
Seja a Alma grande ou pequena,
escute meu amigo!
Nem tudo vale a pena!"

(zé)

Sono ao entardecer (Série: Eros & Psique)



Ruido, roçar...
As fibras de algodão no gancho...
Ferro, pano, pele...é tudo que importa agora...
Bocejo...
Cheiro teu cabelo, tua nuca...
Vira prara mim, me beija...
Docemente
Braços, pernas, nós...Serpentes que me apertam com serenidade...
Olhos, bem próximos...
Mãos, cabelos...Saliva, sede, sensasões...
Palavras no ar, balbúcios...
-Te amo? Não sei, sinto sono...Só sono...
Teu corpo, o meu, a rede, o mar...O sol cai...
Lentamente...
Alfazema, teu cheiro em mim...
Quase não sinto o meu corpo...É sono, digo...
Tranquilidade, marasmo...
O mar é lindo!
O mar...
Você...
A rede...
Fecho os olhos, sinto sua respiração, na minha boca...
Depois, nos meus olhos...Caio no sono...Você também...
O sol também
O mar também
A rede também
Tudo está vazio...
E simples...
Só nossos corpos, e o espaço-tempo mínimo entre respirar, sentir e amar você...

2 comentários:

Gih! disse...

Cada Dia melhor !
Parabéns ...

Yomirra Katzumi disse...

Cavalheiro dos mais belos sonhos...
Brilhante!